Composição VIII

Wassily Kandinsky nasceu em Moscou, Rússia, no dia 16 de dezembro de 1866. Estudou desenho e música. Cursou Direito na Universidade de Moscou. Participou de uma expedição etnográfica ao norte da Rússia, onde ficou fascinado com o colorido das casas dos camponeses. Em uma mostra de pintores franceses foi despertado pelas formas e cores das telas de Monet.

Em 1893, tornou-se professor assistente na Universidade de Moscou, mas em 1896 mudou-se para Munique para se dedicar ao estudo da pintura. Estudou na Academia de Arte De Munique. Influenciado pelas obras de Monet, começou a experimentar um estilo que fundia cor e forma, buscando expressar sentimentos mais do que representar um objeto, trazendo à luz o abstracionismo. Muitas das pinturas de Kandinsky são tituladas como “composição”, porque o pintor via a pintura como uma forma de arte bem próxima à música, muitas vezes chamada por ele de música cromática.

Composição VIII é uma pintura a óleo sobre tela de Wassily Kandinsky, feita no ano de 1923. É considerada pelo próprio pintor como o ponto alto de suas criações pós-guerra. As diversas formas geométricas espalhadas pela tela não se apresentam de maneira aleatória como muitos podem imaginar. Na verdade, apesar de abstratos, os traços se posicionam em lugares específicos, formando um aspecto paisagístico: grandes triângulos representam montanhas, enquanto o círculo ao lado esquerdo superior simboliza o sol.

A presença dos círculos na obra, além de definir o que era na época considerado como uma representação artística de perfeição, também prevê a importância que eles teriam em trabalhos futuros de Kandinsky. O estilo abstrato da pintura, com elementos de composição dinâmicos, reflete a grande onda de arte moderna que tomou a Rússia no período do final do século XIX até cerca de 1930.

Esta obra atualmente se encontra no museu Solomon R. Guggenheim Museum, em Nova York.