Côncavo e Convexo

Maurits Cornelis Escher foi um artista gráfico holandês conhecido pelas suas xilogravuras, litografias e meios-tons, que tendem a representar construções impossíveis, preenchimento regular do plano, explorações do infinito e as metamorfoses – padrões geométricos entrecruzados que se transformam gradualmente para formas completamente diferentes. Ele também era conhecido pela execução de transformações geométricas nas suas obras.

A obra retrata uma estrutura arquitetônica com muitas escadas, pilares e outras formas. Os aspectos relativos dos objetos na imagem são distorcidos de tal forma que muitas das características da estrutura podem ser vistos como as duas formas convexas e côncavas. Este é um exemplo muito bom da mestria de Escher em criar a ilusão de “arquiteturas impossíveis”. As janelas, estradas, escadas e outras formas podem ser percebidas como aberturas aparentemente impossíveis ou distorcidas.