A relação entre arte e moda: 5 artistas modernistas que inspiraram estilistas

Teoricamente, a moda não faz parte das 11 artes. Contudo, é impossível negar o talento de tantos estilistas que também marcam a trajetória da arte, tanto visualmente quanto conceitualmente. 

O propósito de estilistas e artistas se encontraram diversas vezes, conectando a arte e a moda de forma ímpar. Na matéria de hoje, trouxemos alguns exemplos da união entre as obras e estilistas. Vejam abaixo:

Klimt e Etro

Assim como as obras de Klimt, a marca italiana Etro trouxe com o desfile diversas referências, representando uma mulher que coleciona variedades. “O alto teor de informação de moda contida em suas obras sempre será fonte para decodificações e interpretações.”

Mesmo com a extravagância dos elementos em cada quadro, os traços de Klimt trazem um padrão e marcam sua estética de forma elegante nas roupas, como no vestido acima.

Salvador Dali e Elsa Schiaparelli

Resultado de imagem para salvador dali and elsa schiaparelli collaboration

A estilista italiana uniu sua visão conceitual com o Manifesto Surrealista de 1924, criando modelos inspirados nas obras do famoso Salvador Dali, que se tornaram alguns dos mais famosos da carreira de Elsa.

Em meio a tantas figurações dos sonhos de Dali, apenas a lagosta em um simples vestido branco carrega a identidade conceitual da dupla. O elemento utilizado carrega um pouco da transformação, mesmo com cortes clássicos da época, se contrapondo a criações de estilistas como Coco Chanel, totalmente básicas e com cores neutras.

Piet Mondrian e Saint Laurent

Já o neoplasticismo de Mondrian, assim como na arquitetura, serviram de referência para a concepção dos vestidos de Yves Saint Laurent, utilizando as 5 cores (vermelho, azul, amarelo, preto e branco), além das linhas retas e paralelas do artista. 

Particularmente, sem dúvidas eu usaria este vestido. O equilíbrio entre os elementos citados acima e o corte do vestido apresentam um modelo de estilo e elegância, sem exageros.

Rothko e Galliano

No ano de 2007, John Galliano criou uma coleção baseada em seus pintores favoritos para os 60 anos da Dior, como o vestido acima, inspirado no quadro White Center, de Rothko. O vestido representa características de ambos, mas não me agradou a combinação, quando penso na arte contemplativa, imagino produções sucintas.

Pollock e Sportmax

Resultado de imagem para pollock sportmax

Não foi a primeira experiência da Sportmax com artistas plásticos, porém, a presença do abstracionismo de Pollock nas peças foi idealizada de forma original, trazendo extravagância a cortes simplificados.

Boa parte dos quadros do artistas me agradam pelas cores utilizadas, e os detalhes em preto e branco harmonizam o look.

Matéria inspirada nas páginas Conh de Arte e Bibliobelas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *